By rosanemarinho

Destacado

Carol

– Mamá, o que é a vida? Não pensem que eu me surpreendi com mais esta pergunta da Carol. Ela entrou na etapa do “por que?” com três anos e, agora com sete, ainda não saiu. Só não soube o que responder. Será que alguém sabe? Com três para quatro anos, as perguntas eram mais…

Destacado

Identidade

Semana passada, uma colega de classe do Hugo disse para ele, e para outro amigo de pais ucranianos e outro, filho de marroquinos, que eles não eram espanhóis de verdade. Que não passavam de imigrantes. Aquilo me doeu na alma. Minha primeira reação foi pensar em ir na escola, pedir reunião, organizar alguma atividade contra…

Destacado

O mistério dos sapatos

– Rosane, quanto tempo duram os tênis do Hugo? – perguntou uma amiga brasileira, que trocou o Recife por Barcelona há menos de um ano. – Pouco – respondi – mais ou menos uns três meses. Às vezes quatro, se coincide com o verao. Costumo comprar de dois em dois para que durem mais. Por…

Destacado

Armas: aqui e lá

Este é um blog que conversa sobre a vivência da maternidade dentro do mundo atual. Algumas de nós vivemos em outros países. No meu caso, vivo em Zaragoza, Espanha, e tenho dois filhos, um de oito e outra de seis anos. Perdão se meus problemas parecem pequenos, se comparados com os do Brasil atual. Mas…

Destacado

O problema YouTube

A mãe de um companheiro de rugby do Hugo chegou no treino segurando uma caixa de ferro. – Para que isto? – perguntei. – Mandei fazer – ela conta – aqui vamos colocar todos os aparelhos eletrônicos na hora de dormir. Fecharei com cadeado. É o único modo dos meninos não levantarem durante a noite…

Destacado

Depois da tempestade

Tem sido meses difíceis. Foi preciso me afastar um pouco, dar um tempo, colocar a cabeça no lugar para ter a coragem de escrever. Acho até que é cedo, porque “a chapa ainda está quente”, os ânimos continuam exaltados. Pensei até em escrever sobre outra coisa, sobre o próximo aniversário do filho e o drama…

Destacado

Rio quando é bom

45 dias de férias no Brasil dá para muito. Principalmente quando a pessoa faz um périplo familiar afetivo pelo país afora. Então vamos lá, pouco a pouco, tentar colocar a cabeça e o coração no lugar. Começamos pelo final: Rio de Janeiro. Quando viu assombrada as casas da Favela da Maré, Carol perguntou: – Mamá,…

Destacado

Nossa escola

Semana passada, Antonio, pai de uma aluna da quarta série e de outro da segunda, agrônomo por profissão e entomólogo por paixão, tirou um dia de folga do trabalho para dar várias palestras (distintas para cada série) sobre insetos. Trouxe livros, fotos, microscópio e, a grande atração, vários insetos que as crianças puderam ver, como…

Destacado

Dá para ser otimista?

Quem não está preocupado é porque não está bem informado. É o que dizem por aí e eu, como tento ser uma pessoa bem informada, ando muito preocupada. Motivos não faltam: sobreviver financeiramente em uma crise econômica que já dura tanto tempo que cronificou, ver as mudanças rápidas do mundo tecnológico sem saber bem onde…

Destacado

Portão mágico de Abizanda

Na serra que antecede a grande cadeia de montanhas que formam os Pirineus, em Aragón, Espanha, existe uma cidadezinha com nome mágico: Abizanda. Na primeira vez que escutei o nome, pensei em terras longínquas, reinos encantados com cavaleiros e princesas guerreiras. Abizanda, fundada no século XI, lembra as histórias de batalhas, dragões e califas. E…