Férias cadê você?

Você que acabou de ser mamãe e acha que ta difícil esse comecinho da maternidade, onde o bebê nao dorme a noite (mas pelo menos dorme de dia) ou mama demais (pelo menos ta comendo), aguarda daqui uns anos!!

Uma vez escutei que “filho é igual video game, cada fase que passa, fica mais difícil” e sim eu sei que temos que “aproveitar porque passa e eles crescem rápido” ou porque “um dia você vai sentir falta” mas a verdade é que nesse momento a mamãe aqui está EXAUSTA!

Além da nossa correria do dia a dia, tem duas coisinhas aqui em casa que esta nos “matando” uma é a falta de ter um “grown up time” o nosso tempo de adulto, semana passada vi várias fotos do pessoal no Brasil no show de Coldplay e lembrei de quando fui com o marido assisti-los, há exatamente 1 ano atrás, e, tirando todo o estresse de conseguir alguém confiável pra deixar as crianças e que não fosse uma babá que me cobrasse $500, foi uma das melhores noites que tive há tempos, e aí caiu a ficha, caramba há 1 ano que meu marido e eu não saímos juntos, não vamos ao cinema (a não ser pra assistir Moana ou Lego Movie) que não jantamos fora, sem que as crianças estejam juntas! E isso desgasta e cansa sem a gente perceber, e o tempo só vai passando e o cansaço aumentando.
Mas no fim a gente não tem muita opção e acaba esquecendo mesmo esse “tempo do casal”

E a outra coisinha é a nossa amorinha, Luaninha, tão lindinha!!
Meu dois filhos foram “bem treinados” a dormirem bem, sempre disse que dividir cama não era comigo, não julgo quem o faz, aliás admiro muito, mas aqui em casa, eu sempre precisei do meu espaço pra dormir, e as crianças sempre tiveram o espacinho delas, o Noah um anjo, super bom de cama, deita e dorme, pesado, sempre, desde bebê. Luana é menina, acho que isso já diz tudo, eu acho mesmo que o problema feminino do sono é meio hormonal, nasce com a gente, mas ainda assim, ela sempre dormiu bem, demorou um pouco mais que o irmão pra dormir a noite toda, mas nada que me fizesse “invocar o capete” por uma noite mal dormida.
Mas agora a minha linda “toddler” entrou naquela fase que se dorme de dia, da mais trabalho pra dormir a noite, o que até aí tudo bem, quer deitar na minha cama pra dormir, sem problemas, o Noah também gostava de fazer isso com 3 anos, e tudo se resolvia com a gente levando eles pra cama deles antes da gente ir dormir, mas quando se tem 3/4 anos começa a fase do MEDO! Medo de monstro, medo misturado com apreensão, e o pior medo do mundo pra uma criança, o MEDO DO ESCURO!

Meus filhos dormem no mesmo quarto há quase 1 ano, opção deles, e no geral funciona super bem, a luz do banheiro segue acessa a noite toda, mas não foi suficiente, agora a luz do abajur tem que ficar acessa (o que me leva a crer, que homens também nascem sabendo dormir em qualquer situação ou circunstância) o que não incomoda o Noah, mas nem mesmo assim tem dado conta, Luana tem ido para nossa cama TODAS as noites, geralmente por volta das 3am, ela vem, deita no meio da cama e ai começa o meu “pesadelo” é perna nas costas, é bafo na orelha, e mão tentando abraçar a gente, e pede leite (sim ainda toma leite!) sem ter noção alguma de que não é a hora, e eu que sempre tive minhas noites de sono resguardadas por quase 7 anos desde que me tornei mãe, me vejo amanhecendo quebrada, cansada, e o pior de tudo, super mau humorada, com a paciência no limite 🙁

Sim não é um problemão, mas a falta de sono no ser humano cansado é muitas vezes insano e perigoso, então eu tô aqui, tentando achar uma solução pra essa “guriazinha” dormir bem e eu TAMBÉM! E enquanto não acho, passo o dia “rezando” para as férias (escolares hahaha) chegarem logo, mesmo sabendo que isso significa briga de irmãos pelo dia todo, “mãe o que eu posso comer” a cada 2 hs, “mãe aonde a gente vai” logo depois que voltamos da praia!! Férias, cadê você?

Cama de mãe sempre cabe mais um (menos a mãe)

Comentar