Iñigo

Uma das boas coisas de mudar de país é que também mudei de profissão. Ou melhor, acrescentei outra mais. Aqui em Zaragoza sou professora de fotografia. Há nove anos dou aula em uma escola especializada: Spectrum Sotos, a mais antiga escola de fotografia da Espanha.

Nestes nove anos, tive a sorte de ter grandes alunos. Alguns são meus melhores amigos aqui. Com eles, muitas vezes aprendemos muito mais que ensinamos. Aprendemos com suas experiências, curiosidades, desafios e muito mais. Também aprendemos a conviver com a diversidade humana: alunos adolescentes, senhores e senhoras mais velhos, gente que adora tecnologia, gente que detesta. Pessoas questionadoras, que te exigem o máximo. Outras mais passivas, que você tem que puxar e seduzir. Alguns que passam por um momento difícil e se matriculam no curso simplesmente para sair de casa e você tem que reconhecer isto no olhar,  que estas pessoas necessitam doses de carinho junto com cada foto.

No começo deste curso, meu chefe me avisa que teria um aluno portador da Síndrome de Down: Iñigo Insausti. Claro que me preocupei, pois nunca tinha trabalhado com nenhuma pessoa portadora desta síndrome e não tenho formação específica neste tema. Além disso, me dava um pouco de medo sobre como reagiriam as outras pessoas do grupo. Agora, cinco meses depois, posso dizer que Iñigo é um aluno incrível! Inteligente, com vontade de aprender, esperto, sensível. Além de fazer o curso de fotografia, trabalha como garçon em um restaurante. Encantador e amável, tem a todo o grupo seduzido por ele. Sorte minha, sorte nossa contar com ele em classe. Uma vez mais aprendendo que o melhor da vida é conviver.

Como uma orgulhosa professora, deixo aqui algumas das fotos de Iñigo para que todos vejam que tenho razão.

Veja aqui mais fotos de Iñigo

 

Comentários

Comentar