From agosto, 2015

Destacado

Pipas no céu de Santa

W, 14 anos, é o segundo filho de uma amiga, que tem mais três meninos. Moram todos numa casinha em Santa Teresa. Ela  trabalha como cozinheira de um escritório. W queria sair da escola no meio do ano e parar de estudar. Me ofereci para conversar com ele e ver se eu poderia de alguma maneira ajudá-lo. Marina, minha filha de 13 anos, várias vezes também desejou sair da escola. Rodrigo, 9 anos, idem. Ele porque sempre quis ser jogador de futebol e achava que para isso precisava treinar e treinar e não ficar dentro de sala de aula. Marina porque…

Destacado

Alô…?

Lucca ganhou seu primeiro celular em Milão, com 10 anos, depois que a escola o deixou perdido na cidade por duas vezes, história que já contei aqui para vocês. Não foi uma decisão tranquila, e foi um processo com muitos acordos, porém ali se tornou necessário o celular. Era o mais simples de todos, fazia…

Destacado

Medos

Tinha nove anos quando terminei a escola primária em Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro, e comecei o antigo ginásio em uma escola em outro bairro, Campinho,  o temido colégio Pentágono. Não era perto. Demorava uns 40 minutos de ônibus. Minha mãe me levou na primeira semana e, quando aprendi o caminho, passei a…

Destacado

Find. Your. Peace.

E quando nos mudamos de país vêm as buscas. Antes de tudo a busca por uma vida feliz para toda a família, mesmo estando longe de quem nunca queríamos estar. Buscamos uma casa, escola para os filhos, médicos de confiança para todos e principalmente para as crianças. Buscamos uma escola de boa qualidade para justificar a vantagem de uma educação bilíngue longe de casa, buscamos amigos e buscamos lugares para conhecer. Depois de tudo encontrado, nós, as mães, buscamos a nossa felicidade. Já é da natureza materna deixar para último as vontades e desejos, porque antes de nós vem a…

Destacado

Filhoteca

Mais uma mãe convidada pelo Mães em Rede para compartilhar suas aventuras da maternidade com a gente: Fernanda da Escóssia. É jornalista, mãe da Ana e do Daniel e tem uma enteada, a Maria. Nesse primeiro texto, ela fala sobre a experiência “colecionada” de estudar com eles.  Filhoteca Por Fernanda da Escóssia* Entre uma pauta e outra, um pescoção e outro, sempre achei um tempinho para estudar com meus filhos. (Pescoção é como os jornalistas chamam a madrugada trabalhada; nos jornais diários, costuma ocorrer de sexta para sábado, preparando a edição de domingo.) Estudei com a mais velha muito tempo,…

Destacado

A China treme de novo

Acordo de madrugada com a Sofia ao meu lado. “Mamãe, tive um pesadelo”. E lá fui eu levá-la de volta para a cama nova, no quarto novo, ao qual ela ainda não se acostumou. Em geral, em pouco tempo ela volta a dormir e eu também consigo retornar ao “sono dos justos”. Mas, ontem foi…

Destacado

Além de mãe, você também é…

Li há pouco essa curiosa lista de funções e utilidades que pai e mãe também têm que assumir na vida de seus filhos. Os que eu mais gosto de ser são “fábrica de abraços” e “contadora de histórias”. Mas quem nunca foi “despertador” e “caçador de brinquedos” ou o detestável “repositório de lixo”? E “explicadora de dever de casa”? E “mãe-monstro”, aquela que briga, cobra e é chata? Acabei fazendo aqui a minha listinha top 10: 1. Máquina de respostas ou dicionário/enciclopédia: quem nunca passou por aquela fase em que as perguntas respondidas engatam em novas dúvidas e parece que a…

Destacado

Ouvir e dizer “não”, um aprendizado de toda a vida

Reproduzo aqui o artigo de Gabriel Chalita*, publicado hoje na Folha de S. Paulo. Fiquei bastante emocionada ao ler porque fala do que eu acredito que é educação de verdade. Gostar de viver Içami Tiba viveu ensinando vidas a gostarem da vida e dizia que não há manual que organize as ações dos pais nas…

Destacado

Novo olhar sobre meu velho

Mês passado meu pai veio ficar conosco por três semanas. Faziam três anos que ele não vinha nos visitar, apesar de nunca passarmos mais de um ano sem nos ver, desde que saímos do Brasil. Quando ele me disse que viria mesmo, comecei a bater  palmas e  dar pulinhos do lado de cá do Skype, como…

Mãe aos 40

É sempre aquela mania de dar opinião na vida dos outros. Outro dia, estávamos um grupo de mães do colégio tomando uma esperada cervejinha, enquanto a molecada corria feliz pelo parque, quando começou o assunto idade. A mais nova tinha 32. Então, todas fizemos as contas e comentamos espantadas: “- Mas você foi mãe muito…