Mexida

IMG_2280

Muito ao mesmo tempo: a tormenta.

O vendaval da semana que passou trouxe um recado do lado de lá. A vida é curta, é muito curta. Coração aperta, mas se enche de amor, que escorre pelo universo e chega ao seu destino pelas veias do sangue que nos une. A benção … O bálsamo.

O tempo é rei, e o menino que ontem era criança embarcou outra vez para outras paragens. Foi viver aventuras em terra e águas frias, mais frias. Alegria por vê-lo do mundo. Tristeza por vê-lo grande. O tempo passa, rápido, ligeiro.

Fico cá? Não, vou também .

 Volver. E mesmo depois de 3 anos ainda te quiero Madrid. Encontro uma cidade calorosa, mais viva que da última vez, se re-erguendo aos poucos de uma crise que te deixou para baixo, de joelhos. Te rever assim é tão gratificante quanto ver.

O trem também ligeiro me leva , ali para um lugar conhecido … mesmo sem eu nunca ter pisado. Zaragoza de Rosane me recebeu de braços, casa, e coração abertos. Da cidade sei bem a sala, a mesa do almoço cheia de risadas e papos sem pressa, as crianças brincando, a curta, fluida e deliciosa convivência. Gratidão e mais uma vez gratidão acompanhada da certeza de que esse encontro que se faz aqui no Mães em Rede é mágico. E a vontade de mais abraços, desse e de outros lugares conhecidos mas nunca d’antes pisados.

A vida é curta. Encontros são ouro… puro.

E as malas voltam cheias de presentes do tempo do agora. Porque amanhã, quem sabe? Ninguém. O que sei é desse imenso querer bem que vai e volta.  Aqui dentro ele não cabe, se torna fora. E me dá a certeza de que longe é lugar que não existe.

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Comentar