Nem tudo acontece como planejamos….

Em comemoração ao Dia International da Família (15 de maio) e ao meu sexto aniversário de casamento (16 de maio) vou falar um pouquinho de como nasceu a família Ali-Muro. Eu sempre tive aquele típico sonho de toda adolescente da minha época: conhecer alguém, se apaixonar, namorar, noivar, casar e ter filhos…..mas não foi bem assim que aconteceu, algumas ordens foram trocadas no meio do caminho.

Já disse aqui que nunca tive vontade de morar fora do Brasil, eu fui fazer um intercâmbio pra Austrália, com intenção de ficar 6 meses aqui, talvez no máximo um ano.

Logo que cheguei conheci o Lucas em uma dessas coincidências da vida, amigo, da amiga, da amiga…..e ele foi super prestativo, ele já morava na Austrália há um ano, nos falamos por email e telefone algumas vezes, e um dia saimos pra conhecer a cidade, eu, ele e uma amiga minha….e assim começamos uma amizade, que logo se encaminhou pra um namoro, não, namoro não, a gente “ficava” rsrrs.

Em 2007 resolvemos ir “morar junto” o que deixou meus pais de cabelo em pé, porque eles também tinham idealizado um futuro pra filha deles, que incluia o namorar, noivar, etc etc….e a experiência foi um grande “baque”. Eu antes morava com uma amiga, já nos chamávamos de “wife”, éramos super entrosadas, e de repente eu tava ali morando com um homem, rsrsrsrs, estávamos brincando de casinha, e a brincadeira ficou séria quando mudamos de cidade, deixando nossos amigos pra trás, na nossa nova vida era eu e ele, ele e eu, aprendemos muito, nos conhecemos mais ainda, mas não foi nada fácil.

Ficamos noivos!!! Sim! nao deixamos de fazer as coisas como mandava o figurino, mas toda aquela idealizacao de noivado, escolher as coisas pro casamento, procurar igreja, fazer degustacoes, etc etc, teve um rumo um pouquinho diferente! Minha mae e minha cunhada organizaram tudo, e eu fazia minhas escolhas pela internet. Uma coisa a noiva e o noivo concordavam, queriamos casar na praia, pra mim foi tudo muito “facil”, ja que quem estava atras de tudo era minha mae e cunhada.

Em dezembro de 2008 nós fomos viajar pra nossa Lua de Mel (nôs casamos em maio de 2009), como iamos pro Brasil pra casar, nao ia dar tempo de termos uma lua de mel, entao la fomos nós trocar as ordens e fazer nosa lua de mel, 5 meses antes do casamento.

Eu fui pro Brasil um mês antes do casamento, o Lucas foi uns 10 dias antes, e foi tudo perfeito, totalmente diferente do que pensei, nao teve igreja, mas teve padre, nao foi balada, casamos de manha, mas foi tudo lindo, e ate a chuva que estava desabando no dia anterior do casamento, parou, e nós fomos abençoados com um sol maravilhoso.

E essa foi a minha ultima ida ao Brasil sozinha, minhas ultimas ferias de verdade, onde cuidei muito de mim, o tempo todo. Eu mal sabia que no ano seguinte voltaria “pra casa” com um paozinho no forno, que nossas idas “pra casa” seriam mais espaçadas (nada facil viajar com crianca por 30 hs, 3 avioes, 2hs de carro, mais esperas e esperas em aeroportos), com o tempo mais curto e mais dividido quando vamos ao Brasil, mas tudo vale a pena quando voce vê o sorriso das crianças brincando com os avós, com os primos e tios. a falta da família a cada dia aumenta, pagamos um preço alto com toda essa mudança, mas também torna os momentos em família mais abençoados e com muito mais amor.

Recem casados e abençoados por um dia lindo.

Recem casados e abençoados por um dia lindo.

Há 10 anos atrás, ainda amigos.

Há 10 anos atrás, ainda amigos.

Nossa primeira casa como um casal, um bolo de timtam, eu nao sabia cozinhar ainda.

Nossa primeira casa como um casal, um bolo de timtam, eu nao sabia cozinhar ainda.

Comentar