Despedidas

2015/01/img_2003.jpg

Esta semana, voltamos para os Eatados Unidos depois de um mês no Brasil e, com esta conversa de morte e perda por aqui, nossa despedida me fez pensar.
Uma coisa que eu já tinha sentido na minha saida e que ficou ainda mais claro agora, é que a despedida pode ser uma experiência muito rica!
Existe naquele momento, uma possibilidade de dizer ao outro como e porque ele é importante, de abracar bem forte para guardar o outro dentro de si e, principalmente de relevar, de perdoar as pequenas coisas, de focar no que é realmente importante naquele relacionamento.
Mesmo que as palavras não sejam ditas, um olhar, um pequeno gesto ou o reconhecimento do significado que cada pessoa tem para mim, para meus filhos, é uma reflexão que não estamos acostumados a fazer.
E, muita vezes, quando se perde alguém o que dói é justamente aquilo que não foi dito ou a impressão de que a história terminou no meio do capítulo.
A despedida, é assim, o fim de uma frase, de um paragrafo ou de um capítulo, uma pausa…
Algo muito valioso e que muitas vezes, no dia a dia corrido, deixamos passar, sem perceber…
E quando vamos ficar longe por um tempo fica mais facil de ver esta riqueza contida em cada despedida!

Comentar