Join / Maybe / Not Going

dsc_1378Moramos em um condomínio bem grande. Diria que se aproxima de um bairro. No facebook, um grupo de mães residentes aqui, volta e meia publica brinquedos, cadeirinhas de comer, uniformes com pouco uso, e todo o inimaginável para vender. Também reclamam de seus jardineiros, recomendam passeios kids friendly, promoções e quetais. De vez em quando, um convite para caminhada, café da manhã ou “Ladies Night Out”.
Nunca relamei do jardineiro, sugeri programações, muito menos fui a qualquer desses encontros.
Semana passada, veio o convite. Entre a dúvida de apertar o “Join” e o medo de me arrepender, acabei arriscando e aceitei. No minuto seguinte me arrependi.
“Tão bom ficar na minha casinha…tomar café em silêncio, não precisar contar toda a história outra vez…”.
“Preciso fazer amigos, ter com quem dividir minhas ideias, dar umas risadas”.
“Por que você é assim, olha só a sua mãe? Sua avó, sempre cercadas de gente…”
“Sim, mas elas se adaptam, são simpáticas, não fazem julgamentos…”
“Mas eu não faço julgamentos!”
“Ora Beatriz, Você não faz julgamentos?? Claro que faz! Aquela tem unha de porcelana, aquela não bebe nada, aquela só fala de empregada, aquela é uma besta quadrada…”
Meus anjos e demônios rondando, fazendo afirmações em espiral e eu ali, arrependida de ter dito que iria a um simples café da manhã. Depois de uma longa volta de bicicleta, pensei como era bom estar ali, sozinha, vento batendo na cara. Então lembrei que no dia anterior tinha dito que iria.
“Não tem problema, fura e pronto. Ninguém vai se importar…”.
Eu vou me importar em deixar vazio  um lugar numa mesa de quinze lugares. Você se comprometeu. Tem que ir.”

Voltei esbaforida, dando pedaladas vigorosas (as coxas agradecem!) e depois de exatos vinte e cinco minutos estava de banho tomado, perfume em dia, rímel e essa tralha toda, na porta do restaurante.

“- Bom dia. Reserva em nome de Belle?” Não senhora, me desculpe mas não tem nenhuma reserva com este nome.

Mesmo assim, uma mesa animada e colorida dava risadas e me acompanhava. Fui até lá e uma delas disse na mesma hora: “Victory Hights (é uma escola primária daqui)?.” Achando tudo muito estranho, resolvi chegar o evento no facebook.  Vai ser no dia 30??? Que dia é hoje???
Vou ter que enfrentar os anjos e demônios por mais duas semanas, ou trocar o “Join” por “Maybe”. Que tal?

Comentários

  1. Dou a maior força pra você ir, moça, até pra sossegar essa batalha entre seus grilos falantes! Conheço uma das mães, não você, e sou tiete do blog!

  2. Bia, como eu te entendo!!! Tô vivendo o mesmo aqui, só que muito no comecinho. Ai, ai, ai. Às vezes dá a maior preguiça, e chega a ser um esforço se vestir e sair de casa pra tomar café e conhecer gente. E a cada país diferente, toca colocar energia pra conhecer pessoas e achar seus pares. Porque eles não caem do céu. Mas tem valido a pena. No mínimo saio sabendo mais , pelo menos de mim mesma. Join. E depois você escolhe com o que seguir em frente ou não. Espero seu post pra me inspirar aos cafés aqui também. beijo

Comentar