SURPRESA.

“Viver é afinar o instrumento, de dentro pra fora e de fora pra dentro”, diz a música de Leila Pinheiro. Tô com ela. Por isso, aprendi a avaliar sempre como as coisas vão indo, durante o percurso. Assim, o que não está legal pode ser mudado, re-orientado, refeito, ou até mesmo desfeito. O deixa pra lá, para mim não funciona muito. Já virou hábito, e às vezes tão automático, que nem preciso parar e fazer a avaliação. Ela vem. Só para as coisas mais cabeludas, é que aperto o botão do pause, e dedico o tempo que for necessário.
Passada a primeira semana de vida em Londres, o veredicto naturalmente veio: surpreendente é a palavra. Em muitos aspectos.
Teve sol e calor? Teve, muito. Coloca uma estrelinha dourada nesse campo, com um emoticon de sorriso largo.
Teve boas vindas e encontro com amigos muito queridos, de longa data, celebrando que, finalmente estamos de novo morando na mesma cidade? Teve. Com direito até a Cuca, nossa cachorrinha, assaltando a pizza de Anita. E com provas. Tudo registrado pela câmera. Coloca mais um cometa prateado e um coração nesse campo.
Teve descoberta de lojas de produtos brasileiros, italianos e espanhóis ,perto de casa? Sim! E isso dá a sensação clara de conforto. Um multi-patriado agradece imensamente essa facilidade. Nesse campo vão 3 coraçōes coloridos.
Teve acolhida de pessoas desconhecidas, daquelas que você pede informação de algo, e elas te respondem não só aquilo que você precisa saber, mas já se dispõem espontaneamente a ir além, e pensar o que pode vir em seguida. Hummm, nesse campo cabe uma estrelona dourada.
E teve até show de um dos artistas que mais gosto, no final da semana ? Mamma mia! Assim eu apaixono. Como já contei em outro post, eu sempre me faço de difícil no começo. Mas com um começo desses, é melhor já correr pro abraço.
Mas péra aí… parece mentira que foi tudo de bom, né?
Sim. Teve também muito cansaço, irritação, refazer a mesma coisa 10 vezes, não encontrar nada na casa, as coisas não funcionarem, dor nas costas, na cabeça, nos pés, vizinhos chatos, carregar caixas, carregar sacolas de supermercado, fogão com mimimi, TV a cabo que não liga, coisas quebradas, uma hora e meia no banco para abrir uma conta conjunta, o banco antigo que não aprova o saque, a entrega da compra da internet para só daqui a 7 dias, perrengues, pegadinhas de coleção, daquelas que você está esperando a candid camera aparecer, e etc, etc, etc. Mas tudo isso já é esperado. Então, nada de novo.
No show que fomos ontem, ouvimos uma das músicas que usamos como tema de um videozinho de férias, que fizemos há 5 anos atrás. Hoje resolvi supreender também : ao invés de uma foto de Londres vou postar aqui esse vídeo, para quem quiser assistir . Nele, Lucca está aprendendo a surfar. Assim como nós aqui estamos também aprendendo a surfar, em outra praia. Nessa nova praia, vamos ter que nos acostumar com o tamanho, a forma da prancha.Teremos que analisar o mar antes de entrar. Vamos cair muitas vezes. De vez em quando vamos precisar de um empurrãozinho para passar a arrebentação. Mas mesmo assim, teremos que aprender a remar. Vai ter hora que será melhor sair do mar. Vai ter hora que vamos ter que mergulhar de cabeça. Mas quando, mesmo de um jeito ainda meio torto, a gente já consegue descer uma ondinha, … ah é a glória. E aí dá vontade de mais, e mais.
Por enquanto, ficamos com as surpresas, que vieram embrulhadas em lindos pacotes, cheios de laços, estrelas, cometas, coraçōes e carinhas sem economia de sorrisos.
Tomara que siga o swell.

Comentários

  1. Bravo. Que texto gostoso de ler. Estou começando a achar que os títulos brilhantes do Miguel eram seus 🙂 Coisa boa saber que mais essa mudança na vida de vocês vai deixar vocês ainda mais unidos e felizes com a nova cidade e os amigos que estão por ai.
    Já, já é minha vez de matar as saudades, nos vemos num lugar repleto de estrelinhas por todos os lados: No céu e no mar. Beijo nos 3.

    • Marquinhos! Estamos contando os dias já pra chegar nesse lugar. Vai ser demais. E vamos ter muitas histórias pra contar, daqui, daí e depois todos de lá! Obrigado . beijo e té já.

Comentar